SENSIBILIDADE AO GLÚTEN NÃO CELÍACA

Algumas pessoas experimentam sintomas encontrados na doença celíaca, como "mente enevoada", depressão, comportamento semelhante ao transtorno de déficit de atenção (TDAH), dor abdominal, inchaço, diarreia, constipação, dores de cabeça, dores nos ossos ou nas articulações e fadiga crônica quando o glúten está presente em sua dieta, mas ao fazer os exames para investigar doença celíaca os resultados são negativos .

Embora os sintomas da Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca (SGNC) possam ser semelhantes aos da doença celíaca não diagnosticada, as duas condições são diferentes.

Qual é a diferença entre as condições?


A doença celíaca é uma doença grave e bem definida, onde o sistema imunológico do  ataca o próprio corpo quando o glúten é ingerido. Isso causa danos ao revestimento do intestino e significa que o corpo não pode absorver adequadamente os nutrientes dos alimentos. A doença celíaca não é uma alergia ou intolerância alimentar, é uma doença autoimune.

A sensibilidade ao glúten não celíaca é diagnosticada quando ocorrem sintomas semelhantes à doença celíaca, mas os exames sorológicos celíacos são negativos e não há atrofia das vilosidades intestinais.

Pesquisa sobre sensibilidade ao glúten não celíaca


A sensibilidade ao glúten não celíaca é uma condição que está sendo reconhecida como um problema em muitos países do mundo. Esta é uma área nova e é preciso mais pesquisas para entender a condição e quem está em risco. Não há testes de diagnóstico específicos para sensibilidade ao glúten não celíaca.

Há também um debate se o glúten é a causa da sensibilidade ou se outros componentes alimentares seriam os culpados. Esses componentes também acabam sendo retirados da dieta quando os ingredientes que contém glúten são removidos, como por exemplo, os Oligo-Di-Monossacarídeos Fermentáveis ​​e Polióis (FODMAPs) e outras proteínas encontradas no trigo. 

O que fazer se Você acha que tem sensibilidade ao glúten não celíaca?


Se você tiver sintomas ao comer alimentos que contém trigo, cevada, centeio ou aveia e acha que pode ter sensibilidade ao glúten, é importante descartar primeiro a doença celíaca.

Não recomendamos fazer uma dieta sem glúten como uma primeira opção se você estiver experimentando sintomas, porque isso pode atrapalhar o resultado dos exames para descartar doença celíaca. É essencial continuar comendo glúten para que os testes funcionem .

Se você obtiver um resultado negativo nos exames para  doença celíaca e foram descartadas outras causas dos seus sintomas, você pode discutir com seu médico a possibilidade de um diagnóstico de sensibilidade ao glúten não celíaca.

Fonte:
Coeliac UK

Leia o texto da Nutricionista Dra Ana Vládia:

Para saber mais sobre Sensibilidade ao Glúten Não-celíaca:

  • Diagnóstico da Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca (SGNC): Os critérios dos especialistas em Salerno, publicado em junho de 2015.

https://doi.org/10.3390/nu7064966

  • Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca: uma revisão, publicado em maio de 2019.

https://doi.org/10.3390/medicina55060222

  • Diretrizes da Sociedade Europeia para o Estudo da Doença Celíaca e outras Desordens Relacionados ao Glúten, publicadas em abril de 2019.

https://doi.org/10.1177%2F2050640619844125