Esclarecimento sobre “Pães de Fermentação Natural com Farinha de Trigo”

A FENACELBRA vem a público esclarecer que pães elaborados à partir de fermentação natural (Sourdough/Levain/Massa Madre/Lievito Madre/Pasta Madre) de Farinha de Trigo não são seguros para Celíacos e pessoas com Sensibilidade ao Glúten Não Celíaca.

Considerando que alguns produtores artesanais e estabelecimentos comerciais têm anunciado que seus pães de fermentação natural com farinha de trigo são SEM GLÚTEN e aptos para a maioria dos celíacos e sensíveis ao glúten a FENACELBRA esclarece: Esta é não é uma informação verdadeira.


O processo de longa fermentação  da farinha de trigo  por si só não é capaz de eliminar  o teor de glúten dos pães e torná-lo apto para quem precisa fazer dieta de restrição ao glúten. Em estudo clínico com celíacos, feito na Itália em 2010, ficou demonstrado que o consumo  deste produto foi capaz de ativar auto anticorpos e produzir atrofia das vilosidades intestinais.


Em outro estudo clínico feito na Suécia em 2015  chegaram à conclusão que a fermentação láctica (que acontece no processo de longa fermentação) em pães de farinha de trigo não foi capaz de  tornar o pão seguro para consumo de celíacos. 

O fabricante ou comerciante que vende  estes produtos como “Não Contém Glúten” está em desacordo com as leis brasileiras de rotulagem e portanto passível de denúncia às autoridades competentes.


No Brasil todo produto industrializado e embalado na ausência do consumidor é obrigado a ter em seu rótulo o aviso de presença ou ausência de glúten (Lei Federal 10.674) e também o alerta para presença de alérgenos (RDC Anvisa 26/2015). 


Se for feito com trigo ou derivado de trigo deve constar em seu rótulo:
CONTÉM GLÚTEN
ALÉRGICOS: CONTÉM TRIGO ou CONTÉM DERIVADO DE TRIGO


Quando os produtos são embalados na presença do consumidor não está prevista na legislação brasileira a necessidade da rotulagem. Mas se o fabricante fornece um produto elaborado à partir de farinha de trigo para outro estabelecimento comercial ele é obrigado declarar a presença de glúten e o aviso para alérgicos no rótulo do produto.

FENACELBRA·12 DE NOVEMBRO DE 2018